Abril 2018 - Itaperuna Notícias

Últimas

Post Top Ad

sábado, abril 28, 2018

Tremor de terra é registrado em Itaperuna e São José de Ubá

sábado, abril 28, 2018
Um tremor de magnitude 1.8 da escala Richter foi registrado em São José de Ubá, no Noroeste Fluminense, na manhã deste sábado (28).

Segundo a Rede Sismográfica Brasileira (RSB), o abalo sísmico foi registrado pela estação de Campos dos Goytacazes. Segundo o Observatório Nacional do Rio, também houve tremor em Itaperuna com intensidade de 1.7. A escala Richter vai até 10.

A cidade de São José de Ubá já havia tido um abalo de magnitude 1.1, considerado pela RSB como um evento de baixa magnitude, no dia 11 de abril. Segundo o Observatório Nacional, há relatos de que o abalo deste sábado foi sentido em um hospital da cidade.

Para o coordenador do Laboratório de Sismologia do Serviço Geológico do Brasil (CPRM), Marcos Ferreira, uma espécie de acomodação das rochas, que acumulou mais energia em um ponto específico, pode ter causado o tremor.

“Este tipo de abalo ocorre com menos frequência no Estado do Rio de Janeiro, mas é comum em outras regiões do Brasil. Muitas vezes, nem é sentido pela população, mas pode ser que isso aconteça quando a profundidade do abalo é mais rasa, ou seja, mais próxima da superfície”, disse Marcos.

Segundo a Defesa Civil, o tremor deste sábado em São José de Ubá foi sentido pelos moradores, mas não causou acidentes ou prejuízos. O órgão disse ainda que está percorrendo as ruas da cidade e zona rural por precaução.

Os institutos divergem sobre o horário em que o fenômeno aconteceu. O registro feito pela Rede Sismográfica Brasileira mostra que o tremor foi às 7h02min, enquanto o Observatório Nacional do Rio registrou o tremor às 7h39min.

Em 2017, a RSB registrou 21 abalos sísmicos em cidades do Rio de Janeiro, como Cambuci (2.6), Carapebus (1.6), Natividade (2.2), Petrópolis (1.8) e São Sebastião do Alto (2.4). Já em Trajano de Moraes foram registrados dois tremores (1.9 e 1.5) no ano passado, segundo a RBS.

G1 (Aline Rickly)
Imagem: ilustração | reprodução da Internet
SAIBA MAIS >

sexta-feira, abril 27, 2018

Auto Cross Itaperuna promete adrenalina e velocidade no Centro Poliesportivo

sexta-feira, abril 27, 2018
Uma das corridas mais divertidas e animadas do Brasil está chegando no Centro Poliesportivo de Itaperuna. O Auto Cross Itaperuna acontecerá no dia 06 de maio, a partir das 10h, nos arredores do campo 2 e vai trazer pela primeira vez na região, os maiores corredores de fusca cross, fusca light e gaiolas. Uma aventura para aquecer os motores dos corredores de nove cidades da região.

Nesta quarta-feira (25), os pilotos e a equipe organizadora do evento visitaram as dependências do Poliesportivo. A equipe mediu a pista e avaliou tudo que é preciso para a segurança do Auto Cross Itaperuna.

"Procuramos sempre trazer para os amantes do esporte algo novo, que venha emocionar e divertir a todos. Logo no início do ano nos reunimos com alguns corredores que se mostraram bem interessados e abraçamos a causa. Será um grande sucesso. Contamos com a participação de todos", disse o secretário de Esporte e Lazer, Eduardo do Toldo.

O Clube do Fusca de Itaperuna participará do evento com a Exposição de Carros Antigos, onde amantes de veículos do passado e pessoas que não conhecem, poderão conhecer esses veículos e saber um pouco de sua história. O Auto Cross Itaperuna é uma realização da Prefeitura de Itaperuna, através da Secretaria de Esporte e Lazer.
SAIBA MAIS >

quinta-feira, abril 26, 2018

Pesquisa indica que vírus Zika cura tumor avançado no sistema nervoso

quinta-feira, abril 26, 2018
O vírus Zika pode ser usado como ferramenta no tratamento de tumores humanos agressivos do sistema nervoso central. É o que revelou um estudo brasileiro publicado nesta quinta-feira (26) na revista Cancer Research, importante publicação científica da área oncológica.

O estudo foi feito pela primeira vez em um modelo vivo. Após injetar pequenas quantidades do vírus Zika no encéfalo de camundongos com estágio avançado de tumores, os cientistas observaram uma redução significativa da massa tumoral e aumento da sobrevida dos animais. Em alguns casos, houve a eliminação completa do tumor e até mesmo de metástases na medula espinal.

“Estamos muito animados com a possibilidade de testar o tratamento em pacientes humanos e já estamos conversando com oncologistas. Também submetemos uma patente com o protocolo terapêutico adotado em roedores”, contou a professora do Instituto de Biociências da Universidade de São Paulo (IB-USP) Mayana Zatz. Ela também é coordenadora do Centro de Pesquisas do Genoma Humano e Células-Tronco (CEGH-CEL), um centro de pesquisa, inovação e difusão (Cepid) apoiados pela Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp).

Mayana coordenou a investigação ao lado do professor do IB-USP e membro do CEGH-CEL Oswaldo Keith Okamoto. Colaboraram pesquisadores do Instituto Butantan, do Laboratório Nacional de Biociências (LNBio) e da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp).

“Nossos resultados sugerem que o Zika possui uma afinidade ainda maior pelas células tumorais do sistema nervoso central do que pelas células-tronco neurais sadias [principais alvos do vírus no cérebro de fetos expostos durante a gestação]. E, ao infectar a célula tumoral, ele a destrói rapidamente”, disse Okamoto.

Em seu laboratório no IB-USP, o pesquisador tem se dedicado nos últimos anos a estudar um grupo de genes que, quando expressos em tumores malignos, conferem às células tumorais propriedades semelhantes às de células-tronco, tornando-as mais agressivas e resistentes ao tratamento.

Segundo Okamoto, essas células tumorais com características de células-tronco já foram observadas em diversos tipos de tumores sólidos, inclusive aqueles que afetam o sistema nervoso central. Dados da literatura científica sugerem que elas ajudam o câncer a se disseminar pelo organismo e a restaurar o crescimento tumoral após a quase eliminação da doença por tratamentos de quimioterapia e radioterapia.

“Nossos estudos e de outros grupos mostraram que o vírus Zika causa microcefalia porque infecta e destrói as células-tronco neurais do feto, impedindo que novos neurônios sejam formados. Foi então que tivemos a ideia de investigar se o vírus também atacaria as células-tronco tumorais do sistema nervoso central”, disse Okamoto.

De acordo com o professor, os resultados sugerem que vários tipos de tumores agressivos do sistema nervoso central poderiam ser tratados com algum tipo de abordagem envolvendo o Zika, no futuro. “Antes, porém, precisamos investigar melhor quais tipos de tumores respondem a esse efeito oncolítico [que destroi as células cancerosas], quais os benefícios do tratamento e quais os efeitos colaterais da exposição ao patógeno”, disse Okamoto.

Células sadias

O trabalho agora publicado teve como foco os chamados tumores embrionários do sistema nervoso central. Foram usadas nos experimentos três linhagens tumorais humanas: duas de meduloblastoma e outra de tumor teratoide rabdoide atípico (TTRA).

Como explicou Okamoto, ambos os tipos de câncer são causados por aberrações, genéticas ou epigenéticas, que acometem as células-tronco e progenitores neurais durante o desenvolvimento embrionário, quando o sistema nervoso está em formação.

“As células-tronco neurais que sofrem essas alterações dão origem, mais tarde, às células tumorais. Formam tumores agressivos, de rápido crescimento, que podem se manifestar logo após o nascimento ou até a adolescência”, disse o pesquisador.

Outros tumores

Em uma primeira etapa da pesquisa, o grupo testou in vitro se o Zika era capaz de infectar essas três linhagens de tumores do sistema nervoso central e também células de outros tipos frequentes de câncer, como mama, próstata e colorretal.

Foi feito um estudo de escalonamento de dose, ou seja, quantidades crescentes do vírus foram adicionadas às células tumorais em cultura até encontrar a quantidade capaz de promover a infecção. Por microscopia de imunofluorescência, os pesquisadores puderam confirmar se o vírus tinha de fato invadido e começado a se replicar no interior da célula tumoral.

“Observamos que pequenas quantidades do Zika eram suficientes para infectar as células de tumores do sistema nervoso central. As de próstata chegaram a ser infectadas, mas em uma proporção muito menor. Por outro lado, mesmo uma grande dose viral não causou infecção nas células de câncer de mama e de tumor colorretal”, disse Okamoto.

Preferência do vírus

O segundo experimento consistiu em comparar a capacidade do vírus de infectar células-tronco neurais sadias, obtidas a partir de células-tronco pluripotentes induzidas (IPS, na sigla em inglês, células adultas reprogramadas em laboratório para se comportarem como células-tronco) e células-tronco tumorais do sistema nervoso central.

“Infectamos ambos os tipos celulares in vitro e vimos que as células-tronco tumorais são ainda mais suscetíveis a serem destruídas pelo Zika do que as células-tronco neurais sadias. Nesse mesmo ensaio, expusemos neurônios maduros ao vírus – diferenciados a partir das células-tronco neurais humanas – e vimos que eles não foram infectados ou destruídos pelo vírus”, disse o pesquisador.

“Esta é uma ótima notícia, uma vez que nosso objetivo é destruir especificamente células tumorais”, afirmou Mayana. Como explicou a pesquisadora, as células-tronco neurais usadas no experimento foram obtidas durante um estudo anterior do grupo, feito com pares de gêmeos discordantes, ou seja, casos em que apenas um dos irmãos foi afetado pelo vírus, embora ambos tenham sido expostos igualmente durante a gestação.

A linhagem de tumor teratoide rabdoide atípico foi, segundo Okamoto, a que se mostrou mais sensível à infecção. “Fizemos uma extensa análise do perfil genético e molecular dessas linhagens, que incluiu sequenciamento completo do exoma [parte do genoma onde estão os genes que codificam proteínas], análise de expressão gênica global e de alterações cromossômicas. Chegamos à conclusão que essa linhagem tumoral mais sensível ao vírus também foi a que mais se assemelhou às características moleculares das células-tronco neurais sadias”, disse o cientista.

Dados preliminares do grupo sugerem que o Zika também é capaz de infectar e destruir outros tipos de células tumorais do sistema nervoso central, entre elas glioblastoma e ependimoma.

Ensaio com camundongos

Na terceira e última etapa da pesquisa, foram feitos ensaios com camundongos imunossuprimidos, nos quais foram injetadas células tumorais humanas – tanto de meduloblastoma quanto do tumor teratoide rabdoide atípico, em diferentes grupos.

Nesse modelo de estudo, o tumor é induzido em uma região do encéfalo conhecida como ventrículo lateral. De lá, ele se espalha para outras regiões do sistema nervoso central e, em seguida, ao longo da medula espinal – repetindo casos avançados da doença humana.

Depois que o tumor estava instalado, uma parte dos animais recebeu – na mesma região do encéfalo – uma injeção com pequena dose de Zika. “No grupo tratado, observamos uma redução significativa do volume tumoral. Em alguns casos, o tumor foi eliminado totalmente, até mesmo as metástases que haviam se formado na medula espinal”, disse Okamoto.

O maior aumento da sobrevida foi observado entre os animais com tumor teratoide rabdoide atípico. Enquanto o grupo não tratado sobreviveu por até 30 dias, a sobrevida dos que receberam o Zika nesse grupo foi de até 80 dias.

“Os animais acabaram morrendo mesmo quando o tumor foi totalmente eliminado – em decorrência das complicações da doença em estágio avançado. É possível que a sobrevida se torne ainda maior caso o tratamento seja feito em um estágio mais precoce. É algo que precisamos investigar”, disse Okamoto.

Letalidade do vírus

Os pesquisadores também injetaram o vírus em um grupo de roedores imunossuprimidos que não teve o câncer induzido. Nesse caso, o vírus ficou mais tempo circulando pelo organismo e os animais morreram em apenas duas semanas em decorrência da infecção viral.

“O animal imunossuprimido é muito sensível a qualquer patógeno, mas tivemos de recorrer a esse modelo porque é o único em que as células tumorais humanas são capazes de se proliferar”, explicou Okamoto.

Ao investigar por que o vírus foi mais letal nos animais sem câncer do que nos doentes, o grupo descobriu que as partículas virais geradas quando o Zika infecta as células tumorais são menos virulentas, ou seja, têm menor capacidade de infectar novas células do que as partículas geradas em células sadias.

Paralelamente ao desenvolvimento da parte teórica em laboratório, afirmou Mayana, o grupo pretende avançar até a fase de ensaios clínicos em humanos. “São tumores para os quais hoje há poucas opções terapêuticas. A ideia seria começar com dois ou três pacientes que não respondem aos tratamentos convencionais e, se a estratégia funcionar, estender para um grupo maior”, disse.

Para Mayana, o fato de milhares de brasileiros já terem sido infectados pelo Zika durante a epidemia de 2015 indica que o procedimento é suficientemente seguro. “Cerca de 80% dos infectados nem sequer apresentam sintomas. Os outros 20%, em sua maioria, manifestam sintomas leves, muito menos agressivos que os da dengue ou que os efeitos adversos da quimioterapia”, disse.
SAIBA MAIS >

quarta-feira, abril 25, 2018

Campanha de vacinação contra a gripe começou nesta segunda-feira em Itaperuna

quarta-feira, abril 25, 2018
A campanha nacional de vacinação contra a influenza (o vírus da gripe) começou nesta segunda-feira (23), em Itaperuna, e as doses da vacina estão sendo aplicadas das 7h às 16h, no Centro de Saúde Dr. Raul Travassos, em todas as Unidade Básicas de Saúde (UBS's) dos bairros e distritos e na Unidade Ambulatorial Pediátrica Mariza Mozer, no Centro.

Até 14 de abril deste ano, o governo já registrou 392 casos de influenza em todo país, com 62 mortes. A vacina desse ano tem a possibilidade de proteger contra três tipos de vírus da gripe: o Influenza A, nas variações H1N1 e H3N2 e influenza B.

QUEM DEVE TOMAR A VACINA:

O grupo prioritário da campanha são pessoas a partir de 60 anos, crianças de seis meses aos menores de cinco anos, trabalhadores de saúde, professores das redes pública e privada, povos indígenas, gestantes, puérperas (até 45 dias após o parto), pessoas privadas de liberdade – o que inclui adolescentes e jovens de 12 a 21 anos em medidas socioeducativas - e os funcionários do sistema prisional.

Os portadores de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais também devem se vacinar. Este público deve apresentar prescrição médica no ato da vacinação. Pacientes cadastrados em programas de controle das doenças crônicas do Sistema Único de Saúde (SUS) deverão se dirigir aos postos em que estão registrados para receberem a vacina, sem a necessidade de prescrição médica.

CONTRAINDICAÇÃO:

Há contraindicação para pessoas com alergia aos componentes da vacina, principalmente à proteína do ovo. Portadores de doenças neurológicas e síndrome Guillain-Barré devem consultar um médico antes de tomar a vacina e seguir suas orientações. Para pessoas que tenham apresentado febre recente, recomenda-se adiar a vacinação até que o estado de saúde melhore.
SAIBA MAIS >

Cresce o número de mulheres vítimas de violência atendidas pelo CIAM em Itaperuna

quarta-feira, abril 25, 2018
As mulheres vítimas de violência estão cada vez mais procurando algum tipo de ajuda. Em Itaperuna, dados do Centro Integrado de Atendimento à Mulher, ligado à Secretaria de Assistência Social, Trabalho e Habitação, confirmam essa realidade. No último ano, o setor teve aumento de 164% nos atendimentos.

O CIAM atende, não só as vítimas do município, como também de toda a região Noroeste-RJ. O departamento conta com uma equipe multidisciplinar formada por psicólogos, assistentes sociais e advogados e articula rede de proteção e atendimento às mulheres em situação de violência, discriminação e demais violações de direitos. Além de promover ações para contribuir com a prevenção, orientação e repressão da violência contra a mulher, o CIAM também realiza atendimento individualizado, grupos de reflexão, palestras, campanhas de sensibilização e acompanha todas as audiências dos casos na justiça.

Em 2016 foram 100 atendimentos e 371 audiências. Em 2017 foram 267 atendimentos e 315 audiências. Esse ano, até o dia 16 de abril, já foram 81 atendimentos e 47 audiências realizadas no Tribunal de Justiça. A maioria dos casos é agressão física e ameaça contra mulheres entre 30 e 59 anos de idade. Esses dados conferem com o Dossiê Mulher de 2016 publicado pelo Instituto de Segurança Pública do Estado do Rio de Janeiro, que mostra que 50% das mulheres vítimas em todo o estado têm a mesma faixa etária e 92,1% das denúncias são por violência física.

"Durante 12 anos sofri ameaça, ele e chantageada e tentava me coagir. Cheguei no CIAM em lágrimas, desesperada, sem esperança. O CIAM abraçou a minha causa em todas as áreas e conseguimos vencer. Esse trabalho é muito importante. Me tirou do fundo do poço", disse a R.M.S, de 38 anos que precisou fugir da cidade e acabou perdendo a guarda dos filhos, que posteriormente foi recuperada, graças ao trabalho do CIAM.

O Dossiê Mulher ainda apontou que 41,3% das vítimas não possuem o ensino fundamental completo, 50,8% são solteiras e 55,9% dos casos aconteceram dentro de casa.

Na Delegacia Legal de Itaperuna foram registrados 27 boletins de ocorrência de estupro em todo o ano de 2017.

"Estamos muito otimistas e felizes com o apoio da nova gestão. Com a equipe novamente estruturada podemos oferecer um atendimento melhor e mais eficaz, promovendo a conscientização das mulheres de que 'sem movimento não há liberdade', auxiliando-as na construção de sua autonomia e respeito à si mesmas", disse Débora Rosa, coordenadora do CIAM.

O CIAM atende na Av. Deputado Carlos Pinto filho, 88, Cidade Nova, atrás do pátio da Fiat ou pelo telefone (22) 3824-1665 ou 98803-4638.
SAIBA MAIS >

Alessandre Seródio assume a secretaria de Administração da Prefeitura de Itaperuna

quarta-feira, abril 25, 2018
O advogado Alessandre Seródio assumiu, na última sexta-feira (20), a Secretaria de Administração da prefeitura de Itaperuna. Essa é mais uma ação que faz parte das mudanças que o prefeito, Dr. Marcus Vinícius, tem realizado nos departamentos do município.

Alessandre Vieira Seródio é advogado formado em 1994 pela Faculdade de Direito de Campos e Pós-Graduado em Docência em Ensino Superior. Participou como advogado e fundador da Coordenadoria de Projetos da PMI, embrião da atual Secretaria de Planejamento, entre os anos de 2005 e 2008. Participou do curso de gerenciamento de projetos do Sebrae em 2009 e do curso de capacitação de recursos da Secretaria de Gabinete do Estado do Rio em 2010. Foi subsecretário de Agricultura de Itaperuna entre os anos de 1997 e 2004 e nos anos de 2009 e 2010. Atuou também como subsecretário de Governo de Itaperuna nos anos de 2010 e 2011 e como advogado do Gabinete da prefeita de Bom Jesus do Itabapoana entre os anos de 2013 e 2016. Desde 2010, responde como presidente do Sindicato Rural de Itaperuna de forma voluntária.

Desde o início da atual gestão de Itaperuna, Alessandre estava à frente da Secretaria de Planejamento.
SAIBA MAIS >

sexta-feira, abril 20, 2018

Itaperuna recebe a 1° Revoada de Parapentes

sexta-feira, abril 20, 2018
O Clube Aeronáutico de Itaperuna (CAI) realizará a 1ª Revoada de Parapentes Cristo Itaperuna, no dia 05 de Maio, às 14h, na rampa de Voo livre, no Cristo Redentor. O evento é em parceria com a Secretaria de Esporte e lazer e conta com o apoio da Secretaria de turismo.

Paraquedistas de toda região viverão momentos de muita adrenalina no ponto mais alto da cidade com a modalidade esportiva que é feito essencialmente de tecido e linhas, e que oferece a oportunidade do piloto viver a emoção de sobrevoar e curtir de uma maneira diferente toda a beleza do local.
SAIBA MAIS >

Itaperuna oferece tratamento gratuito de espuma para varizes

sexta-feira, abril 20, 2018
O método substitui a cirurgia.

A Secretaria de Saúde de Itaperuna oferece tratamento gratuito de espuma para varizes. O município é o primeiro da região Noroeste a oferecer esse tipo de tratamento pela rede de Sistema Único de Saúde - SUS.

O primeiro passo para realizar o tratamento gratuito é marcar a consulta com o Angiologista no Centro de Saúde Raul Travassos, às terças-feiras, às 06 horas da manhã. Após a consulta de avaliação, o (a) paciente receberá um encaminhamento para marcar o início do tratamento no Hospital São José do Avaí (entrada social). É importante ressaltar que nos dias agendados para a aplicação da espuma o paciente deverá levar a meia indicada. Após a sessão, o paciente já sai com curativo e a meia. 

Até um tempo atrás, somente a cirurgia era eficiente para tratar as varizes (veias dilatadas por alterações na circulação sanguínea). No entanto, a escleroterapia ecoguiada com espuma (ou injeção de espuma) tem ganhado destaque como uma técnica simples e eficaz para esses casos. Ela é realizada em consultório, sem cortes, internação, nem anestesia.

A técnica de aplicação de espuma é bem mais simples que a cirurgia e muito eficaz, também, para feridas nas pernas e os resultados são excelentes.

COMO É O PROCEDIMENTO?
1. O médico agita a seringa com um medicamento que forma espuma e a injeta no vaso. O método deve ser realizado com a ajuda de um ultrassom para que o especialista localize com precisão a veia que será tratada.

2. A substância se expande e gruda nas paredes internas do vaso, empurrando o sangue para fora. Sem sangue, a veia vai secar com o tempo. Depois de fazer esse procedimento, é necessário usar uma meia elástica por cerca de 15 dias, mas a paciente sai andando e nem precisa fazer repouso. A pele próxima à área tratada pode ficar escura, mas a mancha costuma desaparecer em até três meses. Em alguns casos, é preciso consultar um dermatologista para fazer um tratamento que clareie a pele de novo por completo.

É CONTRA-INDICADO PARA:
Pessoas com história de alergia ao Polidocanol e pessoas que não possuem muita mobilidade, pois após a aplicação é necessário que o paciente ande como parte do tratamento).
SAIBA MAIS >

terça-feira, abril 17, 2018

Cerca de 2 mil pessoas prestigiam competição internacional de Jiu-Jitsu no Poliesportivo de Itaperuna

terça-feira, abril 17, 2018
Cerca de 2 mil pessoas lotaram as arquibancadas do ginásio do Centro Poliesportivo de Itaperuna, no último domingo (15), para prestigiar o Internacional Brasil X-Combat de Jiu-Jitsu. O evento realizado pela X-Combat TV News, em parceria com a Prefeitura de Itaperuna, através da Secretaria de Esporte e Lazer, o Canal Combate, a Federação de Lutas Profissionais do Estado do Rio de Janeiro (FLP RIO), e a Confederação Brasileira de Lutas Profissionais (CBLP), teve a participação de 128 atletas de Itaperuna, sendo 62 deles atletas do projeto social da prefeitura, que realiza aulas gratuitas de artes marciais no Centro Poliesportivo. Os itaperunenses se destacaram na competição garantindo cerca de 45 medalhas de 1º lugar, 30 medalhas de 2º lugar e 15 medalhas de 3º lugar.

Durante todo o dia atletas de renome nacional e internacional, competiram nas categorias de Base GI & NO GI - Masculino e Feminino (Pré-Mirim - Mirim - Infantil - Infanto-Juvenil – Juvenil), Categoria Profissional GI & NO GI - Masculino e Feminino (Adulto), Categoria Veteranos GI & NO GI - Masculino e Feminino (Máster 30 a 35 anos), Sênior 01 (36 a 40 anos), Sênior 02 (41 a 45 anos), Sênior 03 (46 a 50 anos), Sênior 04 (51 a 55 anos), Sênior 05 (56 anos e acima).

O prefeito de Itaperuna, Dr. Marcus Vinícius, prestigiou o evento. O secretário de Esporte e Lazer, Eduardo do Toldo, deu as boas-vindas aos atletas em uma cerimônia de abertura que contou com a exibição do Hino Nacional Brasileiro.

"Quero agradecer todo apoio que recebemos da Prefeitura de Itaperuna para a realização deste evento e para o incentivo ao esporte. A X-Combat e a Confederações de Lutas Profissionais pela confiança na nossa Secretaria. Agradecer ao trabalho árduo da minha equipe, a todos os colaboradores e a todos os atletas que vão participar. Sejam bem-vindos e boa sorte", disse Eduardo do Toldo.
SAIBA MAIS >

quarta-feira, abril 11, 2018

Atenção: cota única do IPTU de Itaperuna é prorrogada

quarta-feira, abril 11, 2018
A Prefeitura de Itaperuna prorrogou o prazo para o pagamento da cota única com desconto de 10% do Imposto Predial e Territorial Urbano – IPTU. Os contribuintes têm até o dia 30 de abril para quitar o ano de 2018.

Os carnês estão disponíveis na própria Secretaria que fica no térreo do prédio da Prefeitura, na Rua Izabel Vieira Martins, 131, sala 8, Bairro Presidente Costa e Silva, de 9h às 15h ou no site www.itaperuna.rj.gov.br.
SAIBA MAIS >

segunda-feira, abril 02, 2018

Vem aí o evento mais aguardado do Jiu-jitsu internacional! As inscrições encerram dia 06 de abril.

segunda-feira, abril 02, 2018
O Centro Poliesportivo Dr. Edgard Pinheiro Dias, no Bairro Cidade Nova, em Itaperuna, se prepara para receber no próximo dia 15 de abril, às 9h, o Internacional Brasil X-Combat Pro de Jiu Jitsu da Confederação Brasileira de Lutas Profissionais – CBLP.

O evento, que é à nível internacional, tem o apoio da Prefeitura de Itaperuna, através da Secretaria de Esporte e Lazer, e atrai atletas de vários países que estarão apresentando suas técnicas e mostrando o seu melhor nas competições. 


Os atletas do município e também da região terão a chance de competir em nível profissional e se destacarem na arte marcial que é a mais praticada no mundo.

O Internacional Brasil X-Combat Pro de Jiu Jitsu conta com a participação de mais de 500 atletas competindo com sabedoria e honra. Eles concorrem a premiações em dinheiro, medalhas foliadas a ouro 24k e também somarão pontos para o Ranking Internacional.

Não perca essa oportunidade! Se você é atleta praticante de Jiu Jitsu e tem interesse de participar do Internacional Brasil X-Combat Pro de jiu jitsu da Confederação Brasileira de Lutas Profissionais – CBLP, faça já a sua inscrição no site www.eventos.x-combat.com.br até do dia 06 de abril.

O Internacional Pro de Jiu Jitsu terá a cobertura de canais de TV como X -Combat TV News, canal Combate e Sportv.
SAIBA MAIS >