04/13/17 - Itaperuna Notícias

Últimas

Post Top Ad

quinta-feira, abril 13, 2017

Câmaras do Noroeste Fluminense discutem criação de associação

quinta-feira, abril 13, 2017
Com o objetivo de discutir os pontos principais para criação da Associação das Câmaras Municipais e dos Vereadores do noroeste fluminense, foi realizada, na última sexta-feira (07/04), na Câmara Municipal de Itaperuna, a primeira reunião preparatória para a realização da assembleia geral de constituição.

Ao todo foram 37 vereadores que deram início a discussão dos pontos mais importantes do estatuto que, dentre outras finalidades visa estabelecer uma base de convergência para as câmaras do noroeste fluminense, facilitando o encaminhamento de reivindicações às autoridades estaduais e federais, bem como assessorar e cooperar com os legislativos e executivos na adoção de medidas visando à industrialização da região e o consequente aproveitamento do potencial de recursos naturais e humanos, em conformidade com os interesses comunitários e a efetivação de medidas de cunho social.

A criação da associação, como instrumento de valorização do poder legislativo, representa um grande avanço para o interior do Estado. O presidente da Câmara de Natividade, animado, disse que esse encontro é um avanço, e lembrou que sozinho ninguém consegue falar com o Governador hoje, mas uma associação tem força para reivindicar.   O vereador Glauber, de Itaperuna, mencionou que um sonho que se sonha só é apenas sonho, mas ao sonhar juntos, torna-se realidade.

Juninho Valeriote, presidente da Câmara de São José de Ubá, e um dos principais articuladores em prol dessa união, disse que para constituir a associação basta que os vereadores queiram, e essa vontade existe, afirmou Valeriote.

Amanda Corrêa Braga Pacheco, presidente da Câmara de Itaperuna, destacou a importância desse primeiro encontro. "Estamos juntos e teremos discussões, pois precisamos de uma associação que facilite a mobilização dos vereadores em prol dos municípios do Noroeste Fluminense; a principal finalidade dessa mobilização é apresentar Itaperuna e demais municípios do Noroeste Fluminense aos segmentos empresariais – aéreo, industrial, de serviços – como uma região que possui grande potencial para o desenvolvimento. Itaperuna, a maior cidade do NF, conta com uma importante logística para atrair investimentos, como instalação de empresas e indústrias, e assim fomentar o desenvolvimento e a geração de empregos para a nossa região, fortalecendo o interior do Estado".

Fonte: Assessoria de Imprensa CMI
SAIBA MAIS >

Campanha de vacinação contra gripe deve atingir 54 milhões de pessoas

quinta-feira, abril 13, 2017
O Ministério da Saúde lançou hoje (13), em Brasília, a Campanha Nacional de Vacinação contra a Gripe. A mobilização começará um pouco mais cedo em relação ao ano passado, tendo início na próxima segunda-feira (17) e se estendendo até o dia 26 de maio.

No período, o Ministério da Saúde estima que 54,2 milhões de pessoas serão vacinadas em todo o país. Uma das metas é atingir 90% da população considerada de risco para complicações por gripe. Este ano, os professores das redes pública e privada foram incluídos entre os alvos prioritários da campanha.

A partir de segunda, os professores poderão se dirigir aos postos de saúde com o documento de identificação, mas nos dias 2 e 3 de maio a vacinação dos docentes ocorrerá nas escolas. A estimativa do Ministério da Educação é de que 2,3 milhões professores devem ser vacinados.

“Os professores sempre solicitaram inclusão no grupo preferencial, pelo fato de terem contatos com dezenas de alunos diariamente e estarem mais expostos à contaminação”, explicou o ministro da Saúde, Ricardo Barros.

Idosos, trabalhadores de saúde, crianças de seis meses até 5 anos, gestantes, mulheres no período pós-parto, indígenas, população privada de liberdade, inclusive os adolescentes em cumprimento de medida socioeducativa, e pessoas com doenças crônicas continuam como público-alvo da vacinação.

O principal objetivo da campanha é reduzir as hospitalizações e a ocorrência de mortes relacionadas à influenza. Segundo o Ministério da Saúde, estudos demonstram que a vacinação pode reduzir entre 32% a 45% o número de internações por pneumonia e de 39% a 75% a mortalidade por complicações da gripe.

Desde 2009, quando teve início a epidemia de gripe, a maior incidência foi no ano passado. O Ministério da Saúde lembrou que, em 2016, houve uma antecipação da ocorrência de infecções, a partir de janeiro, e mais de 2.200 pessoas morreram por problemas relacionadas à gripe.

Mortes têm queda

O primeiro trimestre deste ano registrou número bem menor de casos com 48 casos de óbitos, mas o ministério alerta para a chegada da estação fria e seca e orienta que as pessoas busquem se imunizar o quanto antes para garantir a proteção efetiva.

“Por mais que estejamos numa sazonalidade tranquila, com a ocorrência de poucos casos, é importante que a população não deixe para vacinar no fim da campanha, reduzindo as chances de ficar protegida”, disse Carla Domingues, coordenadora do Programa Nacional de Imunizações do Ministério da Saúde.

A vacina protege contra os três principais tipos de vírus que circularam em 2016 nos países do hemisfério sul. A duração da vacina é de um ano. O ministério ressalta que as reações adversas são leves e que a única contraindicação é para pessoas alérgicas a ovo.

O Dia D de mobilização nacional será no dia 13 de maio, quando 84% das doses já estarão disponíveis na rede pública de saúde. Ao todo, os 65 mil postos de saúde do país receberão 60 milhões de doses, número 11% maior que o distribuído em 2016.

Cuidados podem evitar transmissão do vírus

Além de buscar a imunização, o Ministério da Saúde recomenda à população que adote cuidados simples para evitar a transmissão do vírus. As principais orientações são: lavar as mãos várias vezes ao dia, cobrir o nariz e a boca ao tossir e espirrar, evitar tocar o rosto, não compartilhar objetos de uso pessoal, manter os ambientes bem ventilados e evitar a permanência em locais com aglomeração.

Fonte: Débora Brito - Repórter da Agência Brasil
SAIBA MAIS >

Tráfego é intenso desde cedo nas estradas do Rio devido ao feriado

quinta-feira, abril 13, 2017
Com o ponto facultativo nas repartições públicas e as escolas sem aulas a partir de hoje (13) no Rio de Janeiro, muita gente se adiantou ao feriado da Páscoa e viajou. O movimento nas rodovias fluminenses é intenso desde cedo.

Devido ao feriado prolongado da Semana Santa, mais de 650 mil veículos devem passar pela ponte Rio-Niterói até segunda-feira (17). A ponte é principal via que liga a capital à Região dos Lagos e à Região Serrana, entre outras áreas.  A lentidão no sentido Niterói persiste desde às 6h30 de hoje, de acordo com a concessionária Ecoponte. A previsão é que hoje seja o dia de maior trânsito porque 90 mil veículos devem trafegar nos dois sentidos da ponte.

A Via Lagos, principal acesso da capital às cidades da Região dos Lagos, deve receber cerca de 120 mil veículos até domingo. A Dutra também registra congestionamento desde cedo e a previsão é que mais de 170 mil veículos deixem o Rio somente hoje e amanhã por esta rodovia. Para minimizar o congestionamento, a concessionária CCR NovaDutra colocará dinamizará o atendimento nos pedágios.

Rodoviária recebe 213 mil pessoas até dia 17

A Concessionária Novo Rio prevê a movimentação de 213 mil pessoas pela rodoviária carioca de hoje a segunda-feira (17). As 44 empresas que operam as 230 linhas programaram 7,4 mil ônibus, destes mais de 1,7 mil em horários extras.  O maior movimento de saída da capital deverá acontecer hoje, com 36,3 mil embarques.

Já o dia de maior chegada ao Rio será amanhã, com 23,9 mil desembarques no terminal. Os destinos mais procurados são as cidades das Regiões dos Lagos, Serrana, Costa Verde e interior do estado. Há boa procura também para cidades de Minas Gerais, São Paulo e Espírito Santo. No domingo de Páscoa, o movimento de retorno do feriadão deve levar 58,2 mil pessoas para a rodoviária entre embarques e desembarques.

Semana Santa tem campanha do agasalho

Quem passar pela Rodovia Santos Dumont (BR-116/RJ) durante o feriadão poderá colaborar para tornar mais aquecido o inverno de pessoas carentes atendidas por entidades beneficentes. A Concessionária Rio-Teresópolis (CRT) começa amanhã a Campanha do Agasalho 2017 e terá uma equipe recebendo doações de agasalhos e cobertores nas praças de pedágio até o dia 4 de junho.

A campanha ocorre desde 2000 nos meses que antecedem o inverno. A iniciativa é dos funcionários da concessionária, sendo dirigida a pessoas carentes atendidas por entidades filantrópicas dos municípios servidos pela rodovia. Aqueles que quiserem doar em grande quantidade podem procurar o Centro de Atendimento aos Usuários (CAU), ao lado do prédio sede da empresa, em Bongaba, na Baixada Fluminense.

Fonte: Flávia Villela - Repórter da Agência Brasil
SAIBA MAIS >