07/17/09 - Itaperuna Notícias

Últimas

Post Top Ad

sexta-feira, julho 17, 2009

Balanço sobre o programa "Fartura no Campo" em Itaperuna

sexta-feira, julho 17, 2009

O programa “Fartura no Campo” busca aumentar a produção do produtor rural de maneira simples e bem planejada, sempre focando o gerenciamento das propriedades. Para que isso aconteça, a Secretaria Municipal de Agricultura de Itaperuna disponibiliza técnicos e equipamentos para que o homem do campo possa ter condições de trabalho.

Um dos objetivos do programa é incentivar a diversificação das atividades, como hortifrutigranjeiro, avicultura, piscicultura, suinocultura, apicultura e leite, o que possibilita ao produtor alternativas para a multiplicação da renda.

Outro aspecto importante do programa é a responsabilidade social. Evitar o êxodo rural é uma das preocupações da Secretaria.

Uma das propriedades que recebeu assistência da Secretaria de Agricultura está localizada na Estrada da Prata. Lá, por exemplo, foi disponibilizado caminhão para transporte de bambu e tubo de irrigação, houve preparo do solo, aração, apoio operacional e técnico, corretivo do solo com calcário e adubo, construção de reservatório para irrigação e empréstimo de maquinário.

O agricultor José Lenilson lembra o apoio recebido. “No início foi feito o preparo do solo, depois o pessoal da Agricultura enviou uma retro para perfurar um poço, de maneira que eu pudesse puxar água para irrigar a plantação”. Lenilson planta quiabo, abóbora, pepino, jiló e tomate. A plantação na qual trabalha beneficia diretamente a dez famílias.

José Lenilson ainda fez um desabafo sobre a falta de recursos que os pequenos agricultores tiveram nos últimos anos e elogia a postura da Secretaria de Agricultura. “A falta de dinheiro atrapalha muito a nossa vida. Se não fosse o empréstimo do maquinário eu teria que pagar no mínimo 50 horas de serviço, aproximadamente R$ 2.500”.

Para Décio Zampier, secretário Municipal de Agricultura, o programa beneficia também aos moradores da zona urbana. “Hoje, os produtos que o município produz é consumido aqui mesmo. Sem o frete, o produto final sai mais barato para o consumidor e fazemos todo o dinheiro circular na própria cidade. Antes, esses produtos vinham de outras cidades e até mesmo de outros estados como São Paulo, Vitória e Belo Horizonte”.

O agricultor Osvaldo Couto, que possui um sítio no Morro Azul, aposta na plantação de quiabo, jiló, aipim, couve, taioba e coco. A pequena plantação proporciona o sustento de toda a família de Osvaldo, que pretende também, voltar a investir em gado leiteiro. O agricultor comercializa seus produtos na feira e em mercados da cidade.

Outro agricultor que recebeu assistência da Secretaria de Agricultura foi Fabiano Rangel, que possui uma propriedade no Colibri. No momento, o agricultor investe nas plantações de taioba, mostarda, couve, alface, abobrinha, feijão, quiabo, vagem, jiló e milho. Pensando em diversificar o negócio, Fabiano investe também na criação de coelhos da raça Califórnia, Nova Zelândia e Fuzzy. “Vendo os filhotes para pet shop”, diz. As galinhas e galinholas são vendidas na feira, o que possibilita um ganho a mais para o agricultor.

Segundo Décio Zampier as propriedades visitadas se encaixam no conceito de diversificação e rotação da cultura e ainda revela o segredo do projeto. “O grande segredo do nosso programa é a diversificação. Vamos fazer de Itaperuna um grande cinturão verde, pois temos plenas condições para alavancar a agricultura na cidade”.

Projeto “Horta Comunitária”

A Secretaria de Agricultura disponibilizou sementes e realizou acompanhamento técnico nas escolas, terrenos baldios e quintais que pudessem beneficiar moradores da comunidade. A idéia surgiu na tentativa de envolver toda a sociedade, usando a criatividade, criando espaços e até mesmo utilizando caixotes para iniciar uma pequena plantação.

Um folder explicando a importância dos legumes, verduras e como melhor utilizá-los evitando o desperdício, foi distribuído juntamente com as sementes. O projeto conta com a parceria da Secretaria Municipal de Educação e Emater-Rio.

As sementes distribuídas gratuitamente foram: alface, couve, jiló, quiabo, berinjela, espinafre, repolho, couve-flor, cenoura, feijão, cebolinha, chicória, beterraba, salsinha e outras.

Resultados alcançados referente a distribuição de sementes

O projeto “Horta Comunitária” está inserido no programa “Fartura no Campo”. Foram distribuídos 10 mil kits de sementes beneficiando agricultores, colégios e residências. De acordo com o secretário, os resultados do “Fartura no Campo” estão fazendo com que o dinheiro circule no município.

“Antigamente 95% dos produtos hortifrutigranjeiros vinham de outros estados. Hoje, conseguimos reverter esse quadro. O dinheiro está circulando na cidade, produzimos alimentos sem o uso de agrotóxicos e estamos contribuindo com questões sociais”, diz Décio. Ainda segundo o secretário, mais de R$ 800 mil circularam dentro do município, gerando emprego e renda.

Fonte: DECOM

SAIBA MAIS >

Água está em falta em alguns bairros da cidade

sexta-feira, julho 17, 2009
Alguns bairros de Itaperuna estão sofrendo com a falta de água, segundo informações que chegaram até o Blog esse racionamento se deve ao fato da CEDAE estar trabalhando em algumas áreas consertando ou fazendo a manutenção de sua rede de distribuição.

Fonte: Itaperuna Notícias
SAIBA MAIS >

Moraes Moreira hoje no Teatro SESI

sexta-feira, julho 17, 2009

Moraes Moreira, um dos grandes nomes da música baiana, encerra a programação de julho do Circuito Cultural do SESI aqui em Itaperuna hoje às 20h. Com 40 anos de carreira, Moraes Moreira tem se apresentado pelo Brasil de várias formas, seja no trio elétrico, nas praças ou nos palcos, sempre bem acompanhado de sua banda. O lado intimista, porém, não tem sido deixado de lado. E nessa apresentação no Teatro FIRJAN/SESI o músico traz um show solo, no qual o violão é seu grande companheiro.

Carreira - No início dos anos 70, no auge do tropicalismo, influenciado por seus criadores, o músico, junto com os Novos Baianos, gravou seu primeiro disco “Ferro na Boneca”. Logo em seguida, no antológico “Acabou Chorare”, e em outros projetos, Moraes marcou sua presença no grupo atuando de forma destacada como compositor, cantor e instrumentista. Em 75, partiu para uma vitoriosa carreira solo embalado pelo sucesso da música “Pombo Correio”, composta em parceria com Dodô e Osmar, inventores do trio elétrico, do qual Moraes é o primeiro cantor. Do início da carreira até aqui são 40 discos, quase 500 músicas gravadas. Seu lado compositor, ao longo do tempo, vem sendo reconhecido através de belas versões realizadas por grandes intérpretes da MPB. Com toda essa bagagem e experiência, Moraes acaba de lançar pela gravadora Biscoito Fino o CD/DVD “A História dos Novos Baianos e Outros Versos”, no qual onde conta e canta a trajetória do grupo que revolucionou a MPB dos anos 70, além de apresentar sucessos de sua carreira solo.

Ingressos à venda no SESI: R$ 15,00 (inteira) e R$ 7,50 (meia – Clientes SESI Clube, Terceira Idade e Estudantes)

Realização: Circuito Cultural SESI-RJ - Sistema FIRJAN

Fonte: SESI

SAIBA MAIS >