04/22/09 - Itaperuna Notícias

Últimas

Post Top Ad

quarta-feira, abril 22, 2009

Eduardo Dussek no Teatro SESI Itaperuna

quarta-feira, abril 22, 2009
Dia 25 de Abril, às 20h.

Os shows de Eduardo Dussek são sempre altamente teatrais, engraçados e com outros focos além da música. Há brincadeiras e pequenas performances que não deixam o roteiro ficar limitado apenas à exposição de uma seqüência de canções.

Num clima festivo, com seu animadíssimo teclado, o show-man mostra que tem carisma forte e total domínio sobre a platéia. Dussek anima o ambiente, sempre ágil, engraçado e simpático. Suas referências ao evento, à cidade ou ao local onde se apresenta são sempre bem humoradas, aproximando-o da platéia.

Esse tom de festa vai facilitando a intimidade com o publico. Ele mescla músicas suas, bem conhecidas do público, com novas canções gozadíssimas (o hilário fado Pilosofia Vurtuguesa, com textos e performances de humor, interagindo com a platéia). O artista também recicla seus sucessos conhecidos do público: “Cantando no banheiro” (dele), “Doméstica” (com Luis Carlos Góes) e “Rock da cachorra” (Leo Jaime) estão lá, em releituras atuais, mostrando que elas não envelheceram e não perderam seu frescor de saudável irreverência.

Com um humor inteligente e um tipo particular de deboche refinado ele traz a platéia para sua mão, num impressionante, simples e muito particular domínio cênico. O espectador vai se envolvendo no clima de cada canção e acaba sentindo-se como se estivesse em uma festa na casa do artista, que leva todos às gargalhadas, divertindo a platéia. Tudo com humor, bom gosto e elegância.

Lá pelas tantas, desfia um rápido roteiro de algumas canções românticas que marcaram época e deixaram saudades recentes Aventura (“luz de velas”) ou Cabelos negros (ambas do seu repertório, parcerias respectivas de Luis Carlos Góes e Luis Antonio de Cássio), uma interpretação cool de uma pérola de Rita Lee, em recriação inspirada, faz a platéia cantar junto. Mas, um dos pontos altos do espetáculo fica por conta da ópera criada pela genial Bibi Ferreira, que mistura o estilo das marchinhas de Lamartine com o clima dramático das operas de Rossini Um show de risos e malabarismos vocais. No final, o público, via de regra, deixou o estresse de lado e embarcou numa viagem energizante e festiva com o show-man carioca.

Vale conferir!

Realização: Circuito Cultural SESI-RJ - Sistema FIRJAN

Apoio: Departamento de Cultura - Prefeitura de Itaperuna, Faculdade Redentor, Estilo Off, Hotel Caiçara

Ingressos à venda no SESI: R$ 15,00 (inteira) e R$ 7,50 (meia – Clientes SESI Clube, Terceira Idade e Estudantes)


Fonte: Itaperuna Online
SAIBA MAIS >