Expectativa de crescimento econômico para produtores rurais de Itaperuna - Itaperuna Notícias

Últimas

Post Top Ad

segunda-feira, dezembro 11, 2017

Expectativa de crescimento econômico para produtores rurais de Itaperuna

Uma iniciativa da Prefeitura de Itaperuna, através da Secretaria Municipal de Agricultura, gerou expectativas de crescimento econômico em 2018 para produtores rurais do município. A oportunidade de viabilizar um aumento da produção agrícola no próximo ano deixou os produtores rurais otimistas durante uma reunião com o prefeito da cidade, Dr. Marcus Vinícius, e com o secretário de Agricultura, Edson Branco, na última terça-feira (05).

Foram apresentados aos produtores os números da demanda de produtos agrícolas como frutas, legumes e hortaliças que serão adquiridos durante o ano de 2018 pela Secretaria Municipal de Educação (SEMED). Só de tomate deverão ser consumidos na merenda escolar do município cerca de 17.000 Kg. Outros produtos como a cenoura (19.611 Kg), abóbora (13.905 Kg), batata doce (11.421 kg) e couve manteiga (16.551 Kg) lideram a lista dos alimentos que serão adquiridos pela SEMED através do PNAE (Programa Nacional de Alimentação Escolar).

Atualmente, grande parte desses produtos são adquiridos de produtores de outros municípios por falta de uma melhor organização entre os produtores locais. O projeto da Secretaria Municipal de Agricultura tem o objetivo de cadastrar e organizar em associações esses produtores, para que eles possam expandir sua produção e participar cada vez mais das Chamadas Públicas do PNAE, não só dentro do município, como em um futuro próximo, de outros municípios vizinhos também. Para isso a Secretaria prestará todo o auxílio necessário aos produtores interessados em aumentar e diversificar suas produções e consequentemente, seus ganhos.

De acordo com a nutricionista da SEMED, Angélica da Silva Lemos, a expectativa do secretário de Educação, Profº França Bombeiro, é de que no próximo ano 40% do PNAE seja revertido para produtores da Agricultura Familiar do município. Mas, de acordo com a nutricionista, nada impede que um dia esse número chegue à 100%. Basta que os produtores se organizem e se preparem para esse crescimento.