Programa Cidades Empreendedoras já é realidade em Itaperuna - Itaperuna Notícias

Últimas

Post Top Ad

sexta-feira, julho 14, 2017

Programa Cidades Empreendedoras já é realidade em Itaperuna

Funcionários e secretários da Prefeitura de Itaperuna participaram nesta sexta-feira (14), da reunião inicial do Comitê Gestor do Programa Cidades Empreendedoras promovida pelo Sebrae/RJ. O município é um dos 11 participantes do Estado que realizam o Diagnóstico do Ambiente Empresarial da cidade e, desta forma, começará sua pontuação no software elaborado em formato de game. Com o Diagnóstico, Itaperuna dá o pontapé inicial para que sejam criadas e implantadas políticas públicas voltadas para micro e pequenas empresas, melhorando assim o ambiente empresarial na cidade. Com quase 100 mil habitantes, o município conta hoje com cerca de 2.398 e empresas de pequeno porte e quase 4.472 MEIs, que já equivalem a 65% dos negócios da cidade.

Representando o prefeito Marcus Vinicius, a Secretária de Ação Social, Camila Pires, abriu o encontro e disse que acredita que a cidade carrega o empreendedorismo em seu DNA. O ex-prefeito de Três Rios-RJ, Vinicius Farah, falou sobre sua experiência em aplicar as políticas públicas com o foco no micro e pequeno empreendedor. Farah foi eleito por dois anos como prefeito Sebrae Empreendedor. Altair Souza, consultor do Sebrae, falou sobre o Programa e Lei Geral de Micro e Pequena Empresa. Já o consultor Gilmar Barbosa palestrou sobre a Geração de Riqueza e Valor no Território. 

Esta primeira fase do programa, iniciada hoje, será finalizada em dezembro. Estão previstas reuniões mensais de acompanhamento, consultorias e levantamento de evidências. O objetivo principal do programa é ajudar a evoluir a cidade implantando novos projetos e tudo isso pelo game. O programa será encerrado no final de 2018, quando o Sebrae/RJ fará o acompanhamento das ações implantadas pelo município. 

O Programa

O Cidades Empreendedoras é uma iniciativa inédita do Sebrae/RJ desenvolvida em 11 municípios do estado do Rio de Janeiro que vai engajar a gestão pública e lideranças locais, através de um game, para que sejam criadas e implantadas políticas públicas voltadas para micro e pequenas empresas, melhorando assim o ambiente empresarial das regiões. O Comitê Gestor, formado por secretários municipais de governo, fazenda, administração, planejamento, saúde, meio ambiente, educação, agentes de desenvolvimento, procuradoria, controle interno, além de lideranças empresariais, representantes do legislativo local e equipe do Sebrae/RJ, se reunirá mensalmente para deliberação e aprovação das ações a serem implantadas. Ao longo do ano, também serão realizadas quatro importantes reuniões com cada prefeito, para que essas ações sejam acompanhadas e ajustadas passo a passo. 

Em formato de um game, o programa será uma disputa entre os municípios que estarão competindo em tempo real. Ao final do programa, cada um será classificado por seu desempenho. Todos os resultados, assim como informações, painéis e relatórios estarão disponíveis em publicação futura, aberta ao público para consulta.

Os demais municípios que participam do Programa são: Angra dos Reis, Araruama, Duque de Caxias, Volta Redonda, Campos, Niterói, Nova Iguaçu, Nova Friburgo, Petrópolis e Três Rios. Segundo pesquisa do "Data Sebrae", essas regiões totalizam cerca de 230 mil empresas registradas no Estado do Rio de Janeiro, ou seja, 22% da atividade empresarial fluminense. 

As expectativas do "Programa Cidades Empreendedoras" são: inserir a temática da micro e pequena empresa no PPA (Plano Plurianual) de cada município participante, assegurando que os pequenos negócios façam parte da agenda de governo; apoiar o desenvolvimento de políticas públicas municipais para a diminuição do tempo para abertura de empresas; aumentar o percentual das compras governamentais com micro e pequenos fornecedores; apoiar os municípios no cumprimento do percentual exigido por lei de 30% da compra da merenda escolar feita pelo agricultor familiar regional; disseminar o intra empreendedorismo junto aos gestores e lideranças públicas municipais e apoiar a implementação e qualificação das salas do empreendedor nos municípios fluminenses.

Post Top Ad